Ottawa, a capital o Canadá

A capital do Canadá é sonho de consumo de qualquer turista. Ela é cheia de atrações, história, opções para comer e é muito fotogênica. Desde que viemos para cá, tínhamos vontade de conhece-la e aproveitamos o feriado de Abril de 2019 (Good Friday) e fomos para lá, ficar 3 dias passeando e conhecendo Ottawa.
Ottawa fica há 450 Km de Toronto, dá pra ir facilmente de carro, a estrada é ótima e sem pedágios. Há também a opção de ir de Go Train ou Onibus, que você pode pegar na Union Station, em Toronto.

Parliament of Canada

Hospedagem:
Nos hospedamos no Hotel ByWard Blue Inn, que fica no ByWard Market um bairro super movimentado, que vou falar um mais a frente. O hotel fica há 1 km do Parliament, Cathedral de Notre Dame, Gallery of Arts, ou seja, aonde está concentrados a maior parte das atrações da cidade.
Gostamos muito do hotel, ele é super confortável e acolhedor. O café da manhã é incluso e é muito gostoso, com várias opções no menu. Nossas ultimas experiencias com hotéis no Canada, foram de cafés da manhã bem abaixo do que esperávamos (ou que somos acostumados) encontrar. E há também um chá da tarde, muito bom. O que não é incluso no hotel é o estacionamento, qual tem que ser pago á parte e reservado previamente. Não optamos pelo estacionamento, que custaria $15 a noite, deixamos o carro parado na rua em frente ao hotel, e não tivemos problemas com isso.

O que fazer:
Há muito o que fazer, ver, conhecer e experimentar em Ottawa. Vou relatar aqui o nosso roteiro, que devo dizer que foi um pouco prejudicado pelos 3 dias de chuva que pegamos. Sim! choveu os 3 dias, e isso fez nosso roteiro ser muito reduzido, tínhamos programado muito mais coisas. Mesmo assim, adoramos a viagem, e pretendemos voltar e explorar mais.

Confira a primeira parte da nossa viagem.

Dos itens 1 ao 6 você consegue fazer no mesmo dia, a pé e é um passeio muito gostoso. Fizemos isso saindo a partir no nosso hotel que ficava há 5 minutos a pé do primeiro ponto:

1 – Cathedral de Notre-Damme
Tem que ser visitada, obrigatório! Ela é lindíssima, uma construção do inicio da colonização do canada pelos Franceses, Escoceses e Irlandeses. A arquitetura conta um pouco de cada povo, e de como sua cultura foi inserida, misturada e se tornou a cultura canadense. Tivemos a sorte de assistir o finalzinho da missa, que foi linda, com um coral maravilhoso acompanhado pelo órgão, foi de arrepiar. Ainda um padre, com super boa vontade nos abordou do lado do altar principal e nos contou todos os detalhes dele.

2 – Neapan Point
A estátua de Samuel Champlain, um explorador de 1613, fica bem no topo de uma montanha com uma vista privilegiada do Parlamento, Rideu Canal, do rio e da ponte que liga Ontário a Quebec. Fica ao lado, ou aos fundos da National Gallery of Canada, que não visitamos desta vez, não queríamos ficar presos muito tempo em um lugar só, então deixamos os museus para uma segunda visita.

Vistas do Neapan Point

3- Rideau Canal
Com toda certeza foi o ponto que mais gostamos do passeio. Um canal construído no início dos anos 1800 para facilitar a navegação da parte de cima do rio para a parte de baixo. É uma obra de arte da arquitetura e vale a visita e contemplação. É patrimônio histórico desde 2007 e pelo Bytown Museum consegue-se conhecer um pouco mais sobre a construção do canal. Pagamos Cad$ 6 por pessoa para visitar o museu, que pequeno, mas a sede é em umas das casas originais construídas a beira do canal.
Ficamos tão encantados com o canal que voltamos lá dois dias seguidos e aproveitamos para conhecer mais sobre o local. O passeio pelo canal é super agradável e é palco para lindas fotos.

Rideau Canal, vista da parte alta e baixa

4 – Parliament Hill
Este com certeza é parada obrigatória, afinal, o que mais chama a atenção em Ottawa é o fato dela ser a capital do Canada e hospedar o parlamento.
O Parliament Hill é um conjunto de três prédios, no centro a Peace Tower, do lado direito a House of Commons e do lado esquerdo The Sennate.

Predio do Parliament Hill

5-House of Commons
A Torre da Paz é onde normalmente os encontros dos ministros e Primeiro Ministro são realizados para discutir os assuntos mais importantes do pais. Porém o prédio está fechado pelos próximos 10 anos para reformas. Mas uma estrutura toda moderna e ainda por cima conservando a estrutura original dos jardins da House of Commons foi construída para substitui-la enquanto as obras durarem.
Há visitação guidada pelo Senado e pela a House of Commons, não tem custo, porém a reserva tem que ser feita antecipadamente pelo site. Nós fomos e recomendamos, é muito interessante saber um pouco mais sobre a cultura do Canada e estrutura do Governo durante o Tour Guiado.

Sala principal da House of Commons

6-ByWard Market
Este e o bairro mais animado e o mais boêmio de Ottawa. Além do mercado que dá o nome ao bairro, nele encontra-se muitos bares, restaurantes, lounges..enfim .. diversão para todo o gosto.
Lá também se encontra um dos letreiros famosos de Ottawa, e fica bem em frente as torres do Parlamento.
Andamos muito por estas ruas, nosso hotel ficava neste bairro, e isso facilitou muito o nosso acesso. Almoçamos e jantamos por lá, conhecemos alguns restaurantes dos quais indicamos para vocês mais abaixo neste mesmo post.

Letreiro no ByWard Market

7-Gatineau
Gatineau, é uma cidade que já faz parte da Província de Quebec, mas é só atravessar a ponte ao lado do Parlamento Canadense de Ottawa que você acessa a cidade. São coladas uma na outra, e vale a pena ir visitar esta cidade, praças, parques, museus, shopping, enfim.. para quem tem mais tempo em Ottawa (e menos chuva), vale super a pena colocar no roteiro. Nos tivemos uma parte da tarde por lá, andamos de carro e fomos ao Shopping e Costco.

Veja aqui a segunda parte, aproveita e se inscreve no Canal 🙂

E tem muito mais:

Onde comer:
Que fique bem claro que estas são nossas dicas baseados em nossa experiências e preferencias pessoais. Vocês encontrarão muitas opções de restaurantes, dinners, bares, pubs.. enfim.. de tudo! Vale a pena explorar a parte gastronomica.
Nós experimentamos e recomendamos:

  1. The Grand – Uma pizzaria tão boa, que nos fez matar a saudade da pizza do Brasil. Ambiente muito gostoso, otimo atendimento e bem em frente ao ByWard Market.
  2. The King Eddie Burguer, uma hamburgueria no estilo americano, dos anos 80, eu poderia dizer. Um ambiente super bacana, comida nota 10! Milkshake então, nossa!!!
  3. Le 3 Brasseurs – Uma cervejaria canadense, com uma variedade bem grande de varias cervejas, são realmente boas. Mas a comida lá também tem que ser elogiada, um dos melhores Poutines que já comemos. Esta cervejaria também tem em Montreal e Toronto.
  4. Zac´s Cantina, uma cantina mexicana, que tem nada mais, nada menos que um onibus dentro e dentro dele há várias mesas e uma decoração super mexicana que faz valer a pena a visita. Elogios para a comida também, tacos e burritos vegetarianos deliciosos e um Milkshake de tirar o chapéu.
Praticamente uma visita gastronômica

Este foi nosso passeio por Ottawa. Recomendo que vocês conheçam um dos museus que a cidade oferece. Ficou na nossa lista, para uma próxima visita, em breve, e com certeza conto tudo para vocês por aqui.

Ate Mais !

1000 Island, e suas cidades

Para aproveitar cada minuto do verão de 2018, no feriado de Agosto (Civic Day) e fomos acampar na região de 1000 Island. Então tivemos 3 dias para curtir a região, escolhemos 3 passeios, um em cada cidade.

  • Acampamos no 1000 Island Camping Resort, que é um camping particular. Ele fica próximo a cidade de Ivy Lea, bem na parte central das 1000 Ilhas e nos deu fácil acesso a todos os lugares que escolhemos ir. O camping é bom, tem uma estrutura boa:
  • Há uma área grande com brinquedos para crianças.
  • Bicicletas para usar dentro do camping.
  • 2 piscinas.
  • Sala de jogos.
  • Wi-fi no camping todo, tivemos wi-fi em nossa barraca por que ficamos bem próximos a um dos pontos.
  • Banheiros bem posicionados pela area de camping, mas voce paga $1 para 8 minutos de banho.
  • Lavanderia.
  • Uma pequena loja de conveniencias onde vende gelo, mas não carvão.

O que o camping deixou a desejar foi na limpeza dos banheiros, eu nunca pegava eles recém limpos. O camping estava cheio sim, mas a manutenção também deixava a desejar. E faltou água varias vezes, em horarios bem complicados como a noite na hora do banho e de manhã quando todos iam ao banheiro e escovar os dentes, etc. Tirando estes detalhes, o camping foi bom e nossa estadia por lá agradável. (Conheça o camping aqui)

Brockville – Brockville Tunnel

Nosso primeiro passeio foi na cidade de  Brockville, há 31 km do camping, e valeu super a pena ir até lá. Nosso objetivo era conhecer o Brockville Railway Tunnel, que foi o primeiro tunel a ser construído para estradas de ferro no Canadá. Há poucos foi restaturado e além de museu, que conta a estoria da construção do tunel. Há um um show de luzes e musicas que é muito bacana de ver, faz do tunel uma atração incrível. Você atravessa o tunel e as cores das paredes vão mudando, a música vai sendo trocada, uma experiência muito bacana.

Quem estiver indo de Toronto para Ottawa ou Montreal vale a pena desviar a rota e passar por lá para conhecer. O melhor, a visitação é de graça.

Fora o tunel, amamos conhecer a cidade, em frente ao rio St. Lawrence, com uma vista linda do rio, parques e praças. A cidade é muito bonita, bem pequena e com muitas construções historicas. Nosso passeio lá foi de uma tarde, e deu para ver bastante coisas. (Assita o vídeo e conheça a Cidade)

Gananoque / Passeio de barco

Mais uma cidadezinha apaixonante. A cidade é muito bonita, com várias construções lindas, uma praça linda, diversos restaurantes aconchegantes.

Andamos pela cidade, conhecemos um pouco de tudo. Passamos um tempo no Confederation Park, um lugar muito tranquilo e bonito. Almoçamos no Napp’s Sport Bar & Pub, ótimas cervejas e ótimo Poutine.

Mas, o principal motivo por estarmos lá foi o passeio de barco pelas 1000 Island. Depois de ler alguns posts em outros blogs, cheguei a conclusão de que o passeio saindo de Gananoque era a melhor opção para nós. Fizemos o tour de 1 hora que dá uma volta em torno das ilhas, mas não passa pelo principais cartões postais, como o castelo por exemplo, que ficam na parte americana das 1000 Ilhas. Este passeio fica somente na parte canadense das ilhas. Mas os outros passeios eram de 2.5 horas o que achamos muito. Preferimos algo mais rápido e por fim, como você não desembarca em nenhum lugar, acabou sendo suficiente.

Foi muito bacana, o barco é grande e dentro há uma lanchonete e mesas, mas a maioria das pessoas vai em pé do lado de fora apreciando a paisagem mesmo (nosso caso). O barco passa bem perto de várias ilhas com casas construídas, farois, ilhas grandes e ilhas pequenas. É muito interessante conhecer a região por este ângulo.

Tenho que dizer que chega a ser um passeio obrigatório para quem visita a região.

Também tem vídeo no canal, pode acessar aqui.

Kingston – Fort Henry

No último dia, fomos até a cidade de Kingston, para conhecer o Fort Henry. Ficamos muito interessados em saber por que existe um forte, na frente de um rio no Canadá.

Lá pagamos $20 por adulto e o Lucas pagaria $13, porém ele tinha um livro com ingressos e descontos que ganhou na escola para atrações por toda Ontario.

Além de adentrar ao forte e poder conhecer toda a estrutura, há também sessões guiadas por atores vestidos de guardas que contam a história do forte e descrevem cada cômodo que passavamos.

Entendemos então que o forte foi construído para proteger o Canada dos Estados Unidos na época da independêcia, mas como o  Canada nunca foi atacado, o forte nunca foi usado. Por muito tempo foi utilizado para treinamento de soldados até ser desativado e se torna um museu.

Durante o dia há diversas apresentações de atores vestidos com roupas de época simulando acontecimentos e treinamentos no forte. Há troca da guarda em alguns dias especificos e diversas apresentações especias durante o ano, bom conferir no site antes de ir.

Depois do passeio pelo Forte fomos até a parte turistica da cidade de Kingston, já que ela é a maior cidade da região.

A parte turistica é em frente ao lago e as atrações são bem concentradas, dando para passear a pé pela orla.

De lá também saem passeios de barco para as ilhas e há passeios terrestres em “Jardineiras”e  onibus estilo City Seightseeing.

Devido a isso a movimentação de turistas é intensa por todos os lados, foi a cidade mais movimentada que vimos. Mesmo sendo muito turística, também é muito charmosa. (Veja mais aqui)

Adoramos nossos passeios pelas 1000 Ilhas, recomendamos muito esta viagem. Paisagens incríveis, lugares lindos, cidadezinhas muito fofas.

Não tem como não se apaixonar.

Para nos acompanhar nos sigam nos no Instagram, Facebook  e Youtube.

Abraços.