Belfountain Conservation Area, Caledon, ON Canada

Aqui vai uma super dica para quem procura um lugar lindo para fazer fotos. Em qualquer época do ano a Belfountain Conservation Area é o lugar!
Nós fomos no outono, e as cores estavam de cair o queixo.

Vista do rio que passa pelo parque

O parque fica na cidade de Caledon, há mais ou menos 1 horas de Toronto, e vale super a pena pegar o carro e ir conferir este lugar. Antes de chegar no parque há uma vilazinha com sorveteria, cafés e lojas de artesanato que vale a pena uma caminhada e um lanchinho tambem (dica extra).

No parque tem estacionamento qual é pago ($10 por veículo) e para visitação é cobrado uma taxa na entrada($5,75 adulto e $2,75 criança).
Ha banheiros e areas de picnic espalhadas pelo parque. Da pra ir com a familia e ficar o dia todo curtindo por la.

Bem na entrada ha um grande gramado com mesas e um riozinho calmo que passa ao lado, muita gente fica por ali descansando.


Caminhando em frente há diversas vistas para o lago, para a natureza, para o céu. Tem lugares para sentar e contemplar. Como já disse, as cores do outono estavam arrebentando na ocasião que fomos, o que fez do passeio muito mais agradável.

Ha mais ou menos 500 metros voce encontra a fonte, que da o nome ao parque. Este parque foi uma propiedade privada, onde o dono quis construir uma Mini Niagara e Yellostone caves, sorte a nossa, que agora temos um ponto turistico super lindo para visitar.

Nos acompanhe tambem no Instagram!

Mas o que mais me chamou atencao, e foi este o motivo da nossa visita, foi a ponte suspensa em cima de uma corredeira de agua. Voce pode atravessar a ponte e continuar as trilhas do outro lado do parque. Aproveitamos e fizemos varias fotos lindas.

Este passeio e muito agradavel, bom para criancas, bom para casais, com certeza lindas fotos e momentos inspiradores irao sair dali.

Veja o video no Youtube e acompanhe a nossa jornada.

Enjoy the life. Sandra.

Procurando opções para seguro viagem. Use nosso codigo e tenha descontos especiais:
https://www.segurospromo.com.br?utm_medium=afiliado&pcrid=3661&utm_source=site-blog&cupom=VAMOKOMBINA5

Cidades próximas a Toronto para bate-e-volta

A Primavera chegou e com ela vem o desejo de dias mais quentes, mais verdes e mais floridos. Já bate aquela necessidade de sair de casa e curtir a temperatura que começa a aumentar.
Nós adoramos sair de casa de manhã, conhecer um lugar diferente, almoçar ou tomar um café e voltar para casa no fim do dia.
E para nossa alegria, ao redor de Toronto há varias cidades lindas, que dá para fazer este bate e volta, e curtir um dia diferente.

Vou deixar neste Post algumas cidades que já conhecemos como dica. Mas já vou dizendo esta lista vai aumentar, por que tem muito mais lugar para conhecer.

1 Streetsville

A Streetsville Village fica na cidade de Mississauga, há 40 minutos de Toronto. É uma vila, basicamente 1 quarteirão, onde há lojas e restaurantes. Tudo muito charmoso, com ar de interior, da a impressão que estamos em um filme.
Há também um parque, onde há um rio, uma vista linda e bem tranquila.
Para ver mais de Streetsville, assista este vídeo.

2Unionville

Conhecer Unionville para mim era um desejo, por que foi a cidade que inspirou a cidade cenográfica de “Gilmore Girls” (uma série mamão com açucar), inclusive o primeiro episódio foi gravado lá. Alguns prédios que aparecem na série são inspirados em prédios reais, e podem ser vistos andando pela cidade.
Unionville fica em Markhan, 30 minutos de Toronto. A cidadezinha é tão interiorana que nem parece que fica aqui tão perto. Ela não é lá muito tranquila, é bem turistica, com varios restaurantes, pubs etc. No dia que fomos havia um evento de carros exótico que deixou a ruazinha principal abarrotada, não consegui apreciar a cidade do jeito que eu queria, vou ter que voltar.
E voltarei, por que recomendo demais este lugar, é lindo. Vale a pena a caminhada pela cidade. Os principais pontos podem ser feitos todos a pé, e ainda há um parque lindo para descansar.
Assista este vídeo e veja nosso passeio por lá!

3- Saint Jacobs

Não só Saint Jacobs, mas a região toda de Waterloo está na nossa lista de 2019. É uma região linda e que tem muito a oferecer na parte turística e fica há 120 Kilomentros de Toronto.
A cidade é habitada pelos Menonitas, um povo que vive basicamente de agricultura e mantém a sua cultura como se estivessem no século passado. Há vários comércios menonitas, pelas ruas vimos suas carroças e muitos deles vestidos com suas roupas típicas.
A nossa visita foi um pouco abafada pelo dia chuvoso que pegamos, então basicamente conhecemos o Farm Market, que é lindíssimo, cheio de produtos orgânicos e comidas diferentes, muitos deles produzido e vendido pelos Menonitas. Visitamos algumas lojas no centro da cidade e não conseguimos explorar muito mais, por isso, quando forem, nos convidem!
Tem vídeo no Canal, assista aqui.

4- Hamilton

Hamilton é uma cidade grande, fica há mais ou menos 1 hora de Toronto. Há muito o que explorar em Hamilton, mas como dica de bate e volta, quero recomendar o passeio para conhecer as Cachoeiras: Webster e Tew’s falls.
Indo até o Christie Lake Conservation Area há o shuttle bus que faz o percurso para as duas cachoeiras. Veja todos os detalhes deste passeio neste Post.

Assista ao vídeo e conheça estas maravilhas!

5-Elora

Elora é uma cidade linda, há 1 hora de Toronto, muito fácil acesso para ir passar o dia. A cidade é linda, com uma vista para o rio que dá um charme todo especial. Dá para almoçar num restaurante na beira do lago, caminhar pela ruazinha, visitar as loja, as praças, etc. Conheça a cidade neste vídeo.
Muito próximo a cidade há duas áreas de preservação:
O Elora Gorge, um parque com uma trilha com vista para o cânion. Uma trilha muito fácil, curta e muito bonita. Lá também dá para praticar o tubing, que é basicamente descer o rio numa boia, todo o equipamento é alugado lá mesmo. Veja aqui o vídeo sobre Elora Gorge.
E o Elora Quarry, que foi uma mina de quartzo e hoje é uma piscina natural lindíssima. Assista ao vídeo aqui.
Tudo isso pode ser visto num dia só, porém, recomendo passar um final de semana, pois não vai faltar atrações e bons momentos. Para mais detalhes confira o post sobre nosso final de semana em Elora.


São estas as cinco cidades que quero compartilhar hoje, mas como já falei tem muitos lugares a serem explorados nos arredores de Toronto. Sorte a nossa!
Logo esta lista cresce, acompanhe o blog que toda dica boa que tivermos ficará registrada aqui.
Até a próxima!

Barrie, ON – Curtindo o Inverno no Canadá

Há muito para fazer e conhecer também no inverno, e já que está frio, vamos aproveitar.

Neste inverno fomos conhecer a cidade Barrie, que fica há 100 km ao norte de Toronto. A cidade é próxima a região de Blue Mountain, que é muito procurada para prática de ski, snowboard e várias outras atividades de inverno. Há diversos parques, hoteis, resorts, restaurantes, lojas e atrações diferentes nesta região. Exploramos um pouco, e quero deixar nossas dicas por aqui, sendo que há muito mais para ser visto além disso.

Barrie é uma cidade pequena, mas que tem de tudo. Desde shopping, grandes lojas, um centrinho histórico, vários parques, muitas opções de hospedagem e restaurantes. (Visite o site da cidade Aqui.)

O Simcoe Lake é uma dos atrativos da cidade, várias atividades de inverno são praticadas ali já que o lago fica completamente congelado. Vimos muitas pessoas praticarem Ice Fishing (sim! igualzinho ao desenho do Picolino) e pessoas andando de snowmobile. Nós como curiosos fomos fazer uma caminhada em cima do lago congelado e para nós foi uma super aventura e emoção (nunca tínhamos imaginado fazer isso alguma vez na vida). A sensação é muito interessante, um misto de medo e euforia, parece que estamos desafiando a natureza. A paisagem é impressionante.

Conhecemos o Heritage Park que fica bem na região central da cidade. Nele ficam as docas dos barcos. É um lugar muito bacana para fazer uma caminhada, ficar ao ar livre, apreciar a vista para o lago. Há pista de patinação, mas não estava funcionando. Há uma fogueira para se aquecer. Acredite havia muita gente passeando por ali nos horários que fomos.

Almoçamos numa cidade vizinha. Thornton há 15 minutos de Barrie, por que queríamos conhecer um restaurante vegano o Vydia Vegan Restaurant. E ficamos impressionados com a beleza e energia boa do local. A comida estava sensacional e o preço super justo. Super recomendamos, segue o site para maiores informações.

Visitamos o Holly Community Centre, por que no nosso hotel deveria ter piscina aquecida, mas estava em manutenção, porém os meninos estavam na maior expectativa por isso. Lá pagamos Cad $5 por pessoas para usar a piscina por 2 horas e meia, tempo que a piscina ficaria aberta. O community centre é público, porém é bom consultar os horários de funcionamento antes de ir, já que há horários pré definidos para cada atividade. (Informações Aqui)

Holly Community Centre

A noite fomos tomar uma cervejinha no Flying Monkeys Pub e ficamos super satisfeitos com a bebida, comida, preço, decoração, ambiente e tudo mais. O bar tem dois andares e no primeiro piso havia musica ao vivo. Nos chegamos tarde e não havia mais lugar, fomos ao andar de cima, e gostamos muito também, o ambiente é mais tranquilo e havia fliperamas (sem custo) para os meninos (pequenos e grandes). Foi uma noite muito agradável. (Site)

No dia seguinte fomos conhecer e nos aventurar no Ski Snow Valley, onde há várias atividades de inverno, principalmente ski e snowboard. Lá é possível fazer aulas destes esportes, e também há como alugar todo o equipamento. Há uma área destinada a quem está tomando instruções, mas também há pistas para os mais experientes.

Porém, nós fanfarrões preferimos a adrenalina do Tubing. Que resumindo é descer uma montanha de neve sentado numa boia, só não esperávamos que a montanha fosse tão enorme! Para fazer o Tubing você paga por descida, você pode comprar quantos tickets preferir. Pagamos Cad $70 por 15 rides, dividimos entre nós.

Para subir você é guinchado por um cabo sentado na sua boia (achei essa a parte mais legal). A descida é adrenalina pura! Adoramos ter feito.

No local há uma lanchonete, banheiros, guarda volumes, área para picnic interna. Uma boa estrutura.

Dica: Conheça mais atrações, fique por dentro dos eventos na cidade de Barrie e ainda imprima cupons de desconto em vários locais, inclusive no Ski Snow Valley no site da cidade: aqui.

Dicas para curtir um dia típico de inverno com muita neve:

Nunca subestime o frio, sempre se vista adequadamente e pensando no tempo que você vai ficar exposto. Coloque todos as camadas e acessórios. Se quando for sair de casa e achar que não está tão frio, coloca numa mochila e leva, já fizemos isso, e muitas vezes precisamos de reforços.
Sempre gosto de observar se vai estar ventando, dias frios são uma coisa, dias frios com vento é quase impossível de aguentar. Nossa estratégia para ficar mais confortável é passar um tempo do lado de fora, é entrar um pouco em algum lugar coberto para se aquecer, dependendo do dia e lugar a cada 30 minutos, por exemplo, claro que depende de quanto frio está.

Há muita coisa boa para curtir aqui no Canada no inverno, não precisamos ficar presos dentro de casa como muitos pensam. É só se preparar e sair para aproveitar o inverno, por que assim como tudo na vida, ele também passa!

Até a próxima 🙂

Para curtir nossas aventuras em Barrie e conhecer um pouco mais da cidade, confira nossos videos no YouTube.

Acampando em Elora, ON

Amamos acampar, amamos aventura e amamos a natureza!

E depois de esperar por um inverno tão longo, finalmente chegou o verão e pudemos comprar nossa barraca e traias de camping (Veja aqui o video no Youtube) e voltar a fazer uma das nossas atividades preferidas. O camping aqui no Canada é muito comum, na America do Norte acredito, pessoas acampam muito de barraca ou com Motorhome.

Escolhemos a cidade de  Elora para nossa primeira acampada, era um lugar que já queriamos conhecer. Ficamos 3 dias por lá para curtir a natureza, o camping e tudo mais. Mas a cidadezinha fica há 1 hora e meia de Toronto, 120 Km, com acesso facil de carro, super viavel de ir e voltar no mesmo dia, ou ficar um final de semana num hotel.

Acampamos no Elora Gorge, um parque provincial, que faz parte do Grand River Conservation Area. A reserva, escolha do campsite e pagamento é tudo feito pelo website. O check-in seria as 3pm, mas chegamos lá as 10. Já poderiamos ficar curtindo o parque, mas como nosso campsite estava livre já pudemos começar a montar acampamento.

Elora 2

Para nós foi uma delicia matar a saudade de montar acampamento. Achamos que une a familia, ou grupo, montar as coisas juntos, decidir a melhor posição das coisas. É como brincar de casinha, mas de verdade. Lucas sempre colabora e adora a arrumação. Já aproveitamos para fazer o nosso almoço na barraca. Descansamos um pouco e saímos para conhecer o parque. (Veja este video aqui)

O parque é muito grande com areas de barraca de A á G e os campsites são numerados. Há opçoes de áreas com ou sem água e luz, quando você escolhe no site há estas opções para escolher, aí voce é encaminhado para a área referente. Em todas as areas há banheiros e chuveiros próximos. Achei pouco o numero de chuveiros, era só 1 na area C onde estavámos, mas em nenhum momento houve filas, estava sempre disponível.

ELORA GORGE

Na parte da frente, onde fica a area de Day Use fomos explorar os Trails. Por lá tivemos uma vista linda dos Canions (Gorges). A trilha é bem curta e bem tranquila.
Uma parte bem bacana da trilha é o “Hole on the Rock”, literalmente um buraco na rocha, onde fizeram uma escada por baixo e de lá tem acesso ha um mirante num nivel mais abaixo. Depois disso, ficamos no splash pad brincando com o Lucas e matando um pouco do calor.

ELORA

No finzinho da tarde fomos até a cidadezinha de Elora, mais ou menos 9 minutos de carro. Paramos o carro antes da ponte de entrada da cidade, em um estacionamento municipal grátis.
E a cidadezinha é uma graça, cada predio dela parece que foi tirado do cenário de um filme. E é bem pequena também, duas ruas em forma de cruz e pronto. Não há muito, mas ao mesmo tempo há muito o que se ver. Entramos e saimos de varias lojinhas e galerias. Compramos um sorvete e fomos nos sentar na praça, passeio típico de cidade pequena né? (Tem video também!)

Voltamos para o camping, fizemos um Hamburger (vegan) maravilhoso e curtimos a noite na beira da fogueira assando marshmellows e observando os vizinhos campistas.

ELORA QUARRY

No dia seguinte, domingo, acordamos cedo com o proposito de ir até Elora Quarry. Uma antiga mina de Quartzo, que virou uma piscina natural lindissima e super badalada. Lá há uma praia, um rio e area para picnic. A visita é muito concorrida verão, e para conservaçào do local é limitado a entrada de 1300 pessoas por vez. O parque abre as 10 e já tinha uma fila de carros para entrar. Os portoes se fecharam lá pelas 11 horas, então vale a pena chegar cedo mesmo. O parque também faz parte do Grand River Conservation Area, entao como estavamos acampados lá, nao precisamos pagar para entrar.

Ficamos pela praia, fizemos algumas trilhas para alcançar os pontos mais altos e ter uma vista melhor, e a beleza do local é realmente impressionante. Vale super a pena conhecer e passar o dia por lá. Não há restaurantes no parque, há uma lanchonete na estrada em frente, mas fora do parque. Então o ideal é levar seu lanche para picnic. Uma dica, é levar uma boia para poder curtir a piscina natural, se não ficará restrito a borda, assim como nós!

TUBING

Uma outra atividade que já fizemos no Brasil e adoramos repetir foi o Tubing, (Boia Cross). A descida é no Elora Gorge, alugamos a boia, todos os equipamentos de segurança e fizemos o registro por $30/pessoa. Uma coisa diferentona pra gente, é como aqui as coisas são faça você mesmo. No Brasil, somos acostumados a ter um guia, alguém instruindo como fazer a atividade. Lá voce simplesmente aluga a boia, carrega a sua boia até a area demarcada para lançamento no rio (uns 800 metros). Põe sua bóia na agua, na áerea indicada e vai, se joga! Nao é uma atividade perigosa, o rio nao é fundo e a correnteza razoável. Mas você vai por sua conta e risco.
Foi uma descida de mais ou menos 1 hora e meia, bastante tempo, e nem em todo momento há corredeiras e adrenalina, boa parte do percuso é só ficar sentado tranquilo apreciando a paisagem. A parte cansativa é caminhar com a bóia na estrada, não é perto.  Mas é muito divertido e vale muito a pena fazer. Há uma altura mínima para crianças, mas o Lucas já ta passando de boa em todas. (Veja o video aqui)

No mais, passeamos, comemos e aproveitamos muito estes dias em família, em contato com a natureza e com nós mesmos. As vezes é bom fugir da rotina, e do comum, e se entregar ao mais simples, a gente descobre muito sobre a gente mesmo.

Para mais imagens e mais detalhes do nosso camping, conheça o nosso Canal no Youtube. Acompanhe não só esta, mas muitas de nossas viagens, passeios e estilo de vida.

Abraço! Tchau!